Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

DESAPOSENTAÇÃO - Cada vez mais procurada, desaposentação está nas mãos do Supremo


 26/01/2012



Tribunal troca aposentadoria sem desconto no benefício


Juliano Moreira e Gisele Lobato


do Agora


 


Em decisão inédita, de outubro de 2011, o TRF 4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), que atende os Estados do Sul do país, dispensou o segurado de ter que devolver a grana que recebeu do INSS ao ganhar o direito à troca de aposentadoria. 


 


A avaliação geral dos magistrados da 5ª turma, que analisaram o caso, é de que a devolução da grana recebida nos anos em que o segurado continuou trabalhando após se aposentar é muito complicada de ser feita.


Em determinados casos, a troca pode até prejudicá-lo, já que o aumento na conta bancária dele é praticamente mínimo.


 


Segundo o desembargador federal Rogerio Favreto, muitos segurados precipitaram suas aposentadorias, com medo das constantes reformas previdenciárias que alteraram os benefícios.Por isso, agora a Justiça reconhece o direito à troca.


 


Veja quando vale a pena trocar a aposentadoria


 


Trabalhadores devem fazer o cálculo da desaposentação para saber se é vantagem entrar na Justiça


 


JUCA GUIMARÃES - WWW.DIARIOSP.COM.BR


 


A troca de benefício para os 500 mil aposentados que estão trabalhando pode ser uma forma de aumentar a renda mensal, porém, depende de algumas condições especiais.


 


Cerca de 70 mil aposentados já descobriram que a troca do benefício, também chamada de desaposentação, é uma opção vantajosa e entraram com a ação de revisão na Justiça.


 


A decisão sobre a desaposentação cabe ao STF (Supremo Tribunal Federal), que se reúne amanhã em Brasília e deve continuar a votação. Por enquanto, o placar está um a um. Ao todo, são 11 votos.


 


Perde e ganha/ “A vantagem na troca da aposentadoria é certa quando o segurado vai trocar uma proporcional por uma integral. Se o trabalhador tem muito tempo de contribuição após a aposentadoria também é vantagem trocar”, disse Rodrigo Lima, economista da Economus Assessoria e Serviços.


 


Por outro lado, a desaposentação deixa de ser vantajosa se o trabalhador não teve reajuste salarial acima da inflação durante o período das contribuições extras ou se a média salarial for menor do que a usada no cálculo original da aposentadoria.


 


“O benefício teve reajustes desde a concessão. Se o salário não acompanhou esse reajuste será mais difícil conseguir uma troca com vantagem financeira”, disse Lima.


 


“Cada caso é um caso. Antes de entrar na Justiça, o aposentado deve refletir bem e procurar um especialista para fazer os cálculos”, disse Theodoro Agostinho, da Comissão de Seguridade da OAB-SP.


 


Faça o ReCálculo de seu benefício conosco!!!


 


Caso tenha se aposentado e continuou a trabalhar e contribuir com o INSS ou mesmo seja advogado e queira a presentação do novo benefício para ajuizamento da ação de DESAPOSENTAÇÃO, faça o RECÁLCULO do novo benefício levando em consideração a nova legislação e também as novas contribuições após o início do seu benefício.  


Para uma ação de DESAPOSENTAÇÃO é imprescindível o Recálculo de seu benefício para saber se a DESAPOSENTAÇÃO é vantajosa em seu caso concreto.


 


O valor do Récalculo é de R$ 200,00, porém o segurado só paga se de fato o novo benefício for mais vantajoso, isso porque nosso escritório tem parceria com diversos peritos que aceitaram elaborar os cálculos e somente receber em caso de êxito nos cálculos, assim o segurado só paga o cálculo em caso POSITIVO, ou seja, se de fato o novo  benefício for mais vantajoso.


 


Sendo positivo, após o pagamento, enviaremos além do cálculo efetuado, também uma proposta de trabalho para ajuizamento da presente ação, sendo que os honorários somente serão cobrados ao final da ação e também somente mediante êxito no processo.


 


Envie sua carta de concessão e memória de cálculo e também o CNIS, que trará os salários de contribuição pagos após o início da aposentadoria. Com estes documentos, elaboraremos os cálculos de DESAPOSENTAÇÃO, sendo vantajoso, enviamos o cálculo efetuado após o pagamento do valor combinado, não sendo vantajoso, retornamos com um parecer informando que não é viável a desaposentação em seu benefício, sem custo algum.


 


Os documentos solicitados podem ser providenciados junto a qualquer agência do INSS, e caso o segurado seja cadastrado com o CADSENHA, poderá levantar essas informações através do site do INSS.


 


Documentos necessários para elaboração do RECÁLCULO:


 



1 – Carta de Concessão e Memória de Cálculo do benefício atual;


 


2 – CNIS, documentos que traz a relação de todas as contribuições vertidas ao INSS após julho de 1994 até a data atual ou da última contribuição efetuada apósoinício do benefício; 


 


3- Informar o valor do benefício atual para efeito de comparação como resultado obtido no RECÁLCULO.


 


 


O valor do Récalculo é de R$ 200,00, porém o segurado ou o advogado que solicitar o serviço,  só pagará o valor com a entrega do Laudo com Cálculo POSITIVO, ou seja, se de fato o novo benefício for mais vantajoso. Isso porque nosso escritório tem parceria com diversos peritos que aceitaram elaborar os cálculos  e prestar a informação aos nossos seguidores se vale a pena ou não a DESAPOSENTAÇÂO. Sendo que o cálculo somente é cobrado no caso de ser vantajosa a ação, assim o cliente só paga o cálculo em caso POSITIVO, ou seja, se de fato o novo  benefício for mais vantajoso.


 


Senão valer a pena o segurado não paga nada pela elaboração dos cálculos.O valor dos cálculos somente é cobrado de quem REALMENTE tem direitos.  


 


1º   Passo - Os documentos solicitados podem ser providenciados junto a qualquer agência do INSS, e caso o segurado seja cadastrado com o CADSENHA, poderá levantar essas informações através do site do INSS. 


 


2º Passo - Envie esses documentos digitalizados através do email  motta_fabio@hotmail.com , analisaremos e retornaremos como resultado dos cálculos efetuados.


 


Sendo positivo, solicitaremos o pagamento e após o pagamento, enviaremos além do cálculo efetuado, também uma proposta de trabalho para ajuizamento da presente ação, sendo que os honorários somente serão cobrados ao final da ação e também somente mediante êxito no processo.


 


Valendo a pena ajuizar tal pedido e estando o cliente de acordo, poderemos ajuizar a ação. Ajuizamos Ações  de Desaposentação em todo o País pelo sistema de Peticionamento Eletrônico. 


 * Antes de fazer qualquer tipo de cálculo, nossa equipe analisa os documentos para verificar se cabe qualquer tipo de ação revisional de benefício.


 


Assim o Segurado terá certeza se valerá apena ajuizar o pedido de Desaposentação, pois ficará ou não, demonstrado se haverá um valor mais vantajoso que o atual percebido pelo Segurado.


 


Caso tenha alguma dúvida sobre Desaposentação entre em contato conosco.


 




Caso queira outras informações, entre em contato através do email  motta_fabio@hotmail.com ou se preferir utiliza a janela abaixo:







 




"Propagando o direito, defendendo a sociedade contra o sistema"   







  



Um grande abraço!!!.





Compartilhe:
Notícias
Últimas notícias Desaposentação X INSS - JULGAMENTO Pendendente no SUPREMO - STF
Decisão de 04/05/2012 Obtida por nosso escritório em favor da Desaposentação. Aracajú -SE 2 º Instância
Direito de família: indenização por danos morais nas separações e nos divórcios
Não incide IPI sobre carro importado para uso próprio
Juíza proíbe cláusula de fidelização nos contratos da Net
Tribunal troca aposentadoria sem desconto no benefício
Revisão AUXILIO DOENÇA concedidos entre 1999 e 2009 - Cálculo somente sobre as 80% maiores contribuições!!!
DESAPOSENTAÇÃO - Cada vez mais procurada, desaposentação está nas mãos do Supremo
13 3016-8575
Av.Presidente Kennedy , 2822, Conjuntos 1/2/3/4 - Jardim Guilhermina
Praia Grande/SP - CEP: 11702200 [ Mapa ]
Este site utiliza o sistema interAdv v3.0